Próximos eventos
Nenhum evento
Vídeos
Newsletter


Receber em HTML?

19 de Junho - 19.00H

SINDICAL_ALJUSTREL

 

 

 

Almoço comemorativo do 25 de Abril de 2015

almoco_26

Comemorar Abril não é apenas manifestar a satisfação e o reconhecimento, pela acção dos que, ao longo dos 48 anos de Fascismo não desistiram e o combateram com todos os meios que tinham, por vezes a própria vida, pelos actos valorosos dos Capitães de Abril ou pela imensa participação popular que se lhe seguiu e que garantiu conquistas extraordinárias ainda hoje consagradas, em parte, na Constituição da República Portuguesa. Não é apenas assinalar os imensos avanços e progressos então conseguidos, das amplas liberdades, ao Serviço Nacional de Saúde, do fim da Guerra Colonial aos direitos das mulheres, das Nacionalizações à Escola Pública, dos direitos dos trabalhadores à Reforma Agrária, da descolonização ao Poder Local Democrático.
Comemorar Abril é afirmar que os seus valores, os Valores de Abril, estão bem vivos no querer do Povo Português e que, com a força e a vontade dos trabalhadores e do povo, hão-de estar inscritos no futuro de Portugal.
A CDU mantem-se fiel aos valores e ideais progressistas e transformadores de Abril iluminando a verdade sobre o 25 de Abril e o seu significado e combatendo as tentativas dos que, saudando o advento das liberdades, se empenham em esvaziar o verdadeiro conteúdo do regime democrático saído da Revolução e a apagar as esperanças que ela despertou no povo português.

 3_almoco_26 

  2_almoco_26

Continuar...

 

OPÇÕES DO EXECUTIVO IMPLICAM ENDIVIDAMENTO DO MUNICÍPIO DE ALJUSTREL

 

EM POUCO MAIS DE UM ANO, MAIS DE 700 MIL EUROS DE DIVIDA ÀS ÁGUAS PÚBLICAS DO ALENTEJO S.A.

Os vereadores da CDU foram recentemente confrontados com a inevitabilidade de o município de Aljustrel ter de pagar uma divida contraída em pouco mais de um ano (parte de 2013 e 2014) , de 732.487,92€, acrescidos de 81.870,79€ de juros, num encargo total de 814.358,71€ à empresa Águas Públicas do Alentejo, sob pena de ver as suas receitas serem retidas nas transferências do Orçamento de Estado.

Este valor encontra-se muito acima do revelado ainda há poucos meses pelo executivo da Câmara, onde referiu que no dia 1 Novembro de 2014, o valor em dívida era de: 573.136,01€, o seu efeito é revelador de uma reprovável e incompetente gestão financeira.

Ou seja: verifica-se uma sistemática insistência em não satisfazer os compromissos assumidos com uma entidade com a importância que tem num sector tão sensível, como é o do abastecimento público de água.

Apesar de o município de Aljustrel ter num passado recente contraído um avultado empréstimo por via do PAEL (Programa de Apoio à Economia Local) o qual também serviu para saldar dividas contraídas, entre 2010 e 2012, às Águas Publicas do Alentejo que rondavam os 484.000,00€. Contudo, o serviço da dívida não parou de aumentar, traduzindo desta forma uma enorme irresponsabilidade com consequências desastrosas para a saúde financeira do município.

Os vereadores da CDU reafirmam a sua posição relativamente à reposição do bom nome da Autarquia, propondo que a câmara salde as suas dívidas. No entanto, em nossa opinião as prestações do plano de pagamentos em causa não deverão exceder o âmbito do actual mandato e simultaneamente, alertamos para a forma como estão a ser geridos os recursos financeiros da autarquia que poderão levar a um aumento generalizado do preço da água por via das dívidas atrás referidas, e em última instância à privatização do sistema de distribuição de água em baixa.

 

Aljustrel, 8 de Abril de 2015.

Os vereadores eleitos pela CDU.

 

Almoço comemorativo dos 94º aniversário do PCP

Almoço comemorativo dos 94º aniversáriodo do PCP.

28 de Março de 2015 no Pavilhão em Messejana

messejana_14

  

Continuar...

 

Orçamento Participativo será uma ilusão?

Executivo da Câmara não divulga os dados solicitados há mês e meio.

Orçamento Participativo será uma ilusão?

 

Perante o pedido de esclarecimentos sobre os resultados dos questionários disponibilizados em Outubro pela Câmara Municipal de Aljustrel - Orçamento Participativo (OP) e, para perceber o seu enquadramento no Orçamento da Câmara para 2015 e nas Grandes Opções do Plano (GOP), os Vereadores eleitos pela CDU na Câmara Municipal solicitaram ao executivo, a divulgação dos resultados do OP, bem como, quais as intervenções que irão ser efectuadas em 2015 neste âmbito, isto porque, no Orçamento/GOP para 2015 é referido que do OP “resultaram a priorização de diversos projectos identificados pela população, através das respostas aos questionários disponibilizados para o efeito, que tem repercussão no presente orçamento ao nível do investimento, com um valor cabimentado de 175 mil euros”.

 

Nesse sentido, os Vereadores eleitos pela CDU, solicitaram na Reunião de Câmara de 29 de Outubro, a relação das intervenções previstas par 2015 e quais os valores envolvidos, pretensão que foi aceite pelo executivo, contudo, um mês depois os Vereadores da CDU voltaram a solicitar a documentação em falta, sem sucesso, situação que ainda não foi esclarecida e que continuará a merecer a nossa insistência e a nossa crítica à forma como este executivo ilude e utiliza a disponibilidade dos munícipes do concelho de Aljustrel.

 

Continuar...

 

Comerciantes e clientes do Mercado Municipal de Aljustrel reclamam

Mercado de Aljustrel mete água

Comerciantes e clientes do Mercado Municipal de Aljustrel reclamam, e com razão, pelo facto de chover dentro deste espaço.

Mercado9

Esta situação é consequência da demorada reparação das placas de acrílico do lanternim da cobertura, as quais foram «provisoriamente» substituídas por plásticos, mas que ainda se mantêm no local, um ano depois.

Os vereadores da CDU já haviam chamado, em Reunião de Câmara (15 de Outubro), à atenção do Executivo para este previsível desfecho: o arrastar desta situação por tantos meses e, aproximando-se o período das chuvas e ventos fortes, era expectável o romper dos plásticos, já ressequidos pelo passar do Verão.

Nesse sentido, apelámos a uma maior sensibilidade do Executivo, com vista a uma rápida resolução desta situação, contudo, a situação manteve-se inalterada até agora, o que é lamentar, os plásticos rasgaram-se e já chove dentro do Mercado.

Os vereadores da CDU reprovam mais esta atitude laxista deste Executivo, que não acautelou esta situação, apesar dos largos meses que teve para proceder à sua reparação e dos apelos dos vereadores. Aljustrel e o seu comércio local merecem mais.

Outra singularidade é o inerte lago à entrada do Mercado que, incompreensivelmente se encontra inactivo também há vários meses. Estranhamente o equipamento do lago apenas funcionou durante período eleitoral (autárquicas), deixando de funcionar pouco tempo depois.

Continuar...

 

Cante Alentejano

min0

Foi hoje conhecida a decisão da UNESCO de elevar o Cante Alentejano a Património Cultural Imaterial da Humanidade, constituindo este um dos grandes expoentes da identidade do Alentejo.

 A Comissão Concelhia de Aljustrel do PCP felicita também assim todos os homens e mulheres do Concelho de Aljustrel que integram os vários grupos corais existentes no Concelho, pois são estes os grandes responsáveis pela preservação da memória e da identidade cultural alentejana.

 Neste momento singelo e único, nós alentejanos, orgulhamo-nos deste reconhecimento e temos a certeza que, todos, e principalmente os nossos cantadores, vão continuar a trabalhar na divulgação e promoção, na salvaguarda e dignificação do cante alentejano.

Continuar...